Dupla Cidadania Italiana – Certidões Necessárias

Escrito por Luciano Batista de Lima
Publicado em 23 jan 18
Certidão de Inteiro Teor para Dupla Cidadania Italiana

Para a obtenção da Dupla Cidadania Italiana o candidato deve apresentar o maior número possível de provas de sua descendência italiana. E a certidão de inteiro teor é uma exigência para a emissão da cidadania italiana atualmente. Ela se diferencia da certidão comum pois reproduz integralmente o que está escrito no livro de registro, palavra por palavra e não apenas os itens principais.

Isto a torna um documento exigido para a obtenção da dupla cidadania, pois pode confirmar informações não apresentadas pelo documento padrão, mas de conhecimento da história de sua família. Mas também pode retirar dúvidas de falsas lendas familiares.

Agilizando o processo para Cidadania Italiana

Algo muito útil para facilitar todo o processo, bem como para a organização dos pedidos das certidões a fim de evitar realizar o pedido de uma certidão sem necessidade é desenhar uma árvore genealógica com as datas de nascimento, casamento e óbito de sua linha direta até seu familiar italiano que veio ao Brasil. Para ter maior precisão das datas de nascimento e óbito de familiares mais distantes, é interessante visitar seus túmulos, pois nas lápides muito provavelmente consta as datas de nascimento e óbito.

Certidões em Inteiro Teor para Cidadania

Certidão de inteiro teor, é um tipo de certidão, ou seja, as certidões de nascimento, casamento e óbito comuns possuem uma forma resumida dos dados, contendo os dados principais e mais comumente necessários.

Já nas certidões de inteiro teor consta tudo o que foi escrito no livro do cartório onde foi realizado o registro, tanto do nascimento, casamento ou óbito. As certidões de inteiro teor podem ser emitidas de forma datilográfica ou reprográfica.

Leia Também: Certidão de Inteiro Teor Reprográfica e Digitada – Qual utilizar?

Certidão de Inteiro teor Datilográfica e Reprográfica

A certidão de inteiro teor, de forma datilográfica é a mais comum, nela o escrivão lê e digita tudo o que consta no livro de registro oficial. Já a forma reprográfica da mesma certidão nada mais é do que uma fotocópia da página do livro, onde se encontra o registro. Assim sendo, a forma reprográfica pode além dos textos apresentar as assinaturas originais da data do registro bem como carimbos e selos de época, sendo assim mais completa, mas ainda não exigida para a dupla cidadania italiana.

Dupla Cidadania Italiana

Para o pedido de dupla cidadania italiana você deve levantar as certidões de inteiro teor de nascimento e casamento, além da certidão de óbito de inteiro teor para os familiares já falecidos, de toda a linha hereditária que te liga ao familiar italiano. Ou seja, as esposas ou outros filhos de seus ancestrais não se faz necessário para a obtenção da sua dupla cidadania.

Caso você seja o primeiro de sua família a buscar a dupla cidadania, é muito provável que irá ser necessário realizar em algum momento de sua arvore genealógica alguma retificação de nome em algum registro ou certidão, principalmente por algum nome que tenha sido erroneamente entendido pelo escrivão e documentado de forma diferente em diferentes documentos, ainda que se tratando da mesma pessoa.

Então o primeiro passo é perguntar a seus pais sobre seus avós e bisavós, até chegar ao seu parente que veio da Itália, se não for possível, pergunte também aos seus tios, irmãos de seus avós, ou quem quer que você possa perguntar. Uma boa iniciativa é entrar em um grupo de sua família no facebook, assim pode achar mais pessoas, que saibam mais sobre a linha que os liga a quem veio da Itália, para das encaminhamento as certidões de inteiro teor.

 

Referências e Observações

Nós realizamos a emissão da segunda via de Certidões de Registro Civil e de Imóvel, confira acessando aqui.

Interaja nos comentários caso tenha alguma dúvida a respeito desta matéria.

Compartilhe para ajudar a divulgar este material gratuito!

 

Receba conteúdos como esse por e-mail!

Fique por dentro dos nossos conteúdos, promoções e novidades.


Por Luciano Batista de Lima

Acadêmico de Direito. Experiência:  13 anos de atuação em Cartório de Registro Civil em Santa Catarina, sendo que destes, 8 anos foram como Oficial Substituto.

Comentários

Conteúdos Relacionados

Reconhecer Firma: Saiba tudo sobre esse assunto!

Reconhecer Firma: Saiba tudo sobre esse assunto!

O ato de reconhecer firma é necessário em muitas situações. Descubra todas as informações importantes sobre esse recurso jurídico. Você já tentou alugar um imóvel oferecido por uma imobiliária? Se sim, sabe da lista de documentos que precisa apresentar, além de cópias...

ler mais
Qual sobrenome do Marido passa para a Esposa?

Qual sobrenome do Marido passa para a Esposa?

Você vai se casar e quer saber qual sobrenome do marido passa para a esposa? Então, vale ler este texto até o final para tirar suas dúvidas. O casamento civil e a união estável são vínculos que garantem alguns direitos e deveres ao casal. A formalização do matrimônio...

ler mais
Como colocar sobrenome no filho? Saiba como fazer!

Como colocar sobrenome no filho? Saiba como fazer!

Você sabia que existem regras de como colocar sobrenome no filho? Caso nunca tenha ouvido falar sobre o assunto, você vai gostar de conhecer os critérios dessa formalização civil. Os pais de primeira viagem têm muitas dúvidas em relação aos passos iniciais da criança....

ler mais