Veja como fazer a dissolução de união estável!

Escrito por Luciano Batista de Lima
Publicado em 29 ago 19
dissolução de união estável

Assim como é preciso realizar um divórcio com o fim do casamento, também é necessário fazer a dissolução de união estável após o término da união, quando essa tiver sido a modalidade escolhida pelo casal.

Isso ocorre porque o término da união estável causa diversos efeitos. Estes que vão além do fim dos laços afetivos entre o casal e que interferem, de forma direta, no patrimônio das partes.

Assim, se você deseja conhecer mais sobre a dissolução de união estável e os seus efeitos, acompanhe a matéria! Pois vamos apresentar todos os detalhes sobre o assunto. Confira!

O que é a união estável?

A união estável é uma modalidade familiar reconhecida pela Constituição Federal e muito comum entre os brasileiros.

Para a configuração de uma união estável é preciso que o casal tenha o objetivo de constituir família, estabilidade e convivência pública e contínua, sendo que a união pode ou não ser formalizada no cartório de notas.

No entanto, a união estável formalizada em cartório por meio de uma escritura pública permite que o casal defina o termo inicial da convivência e o regime de bens. Logo, elenque também o patrimônio que ficará de fora da comunhão em caso de eventual dissolução, entre outras questões que evitam aborrecimentos aos envolvidos no momento de sua dissolução e oferecem segurança jurídica a ambas as partes.

Quando é possível fazer a dissolução de união estável?

Assim como ocorre em qualquer união, pode haver a dissolução da união estável por vontade das partes, inclusive das uniões não formalizadas em cartório.

A dissolução pode ser feita no âmbito extrajudicial, em cartório, por meio da lavratura de Escritura Pública de Dissolução de União Estável, quando a extinção da união for consensual e quando o casal não tem filhos incapazes ou menores de idade.

Além disso, a partilha dos bens e a definição da pensão alimentícia, nos casos em que for necessária, devem ser de comum acordo entre o casal.

Caso contrário, ou seja, quando o casal tem filhos com menos de 18 anos ou incapazes, ou ainda quando o casal não está de acordo, a dissolução de união estável obrigatoriamente deve ser feita judicialmente. Sendo que, no caso de filhos envolvidos, a participação do Ministério Público no processo judicial é obrigatória. Isso, com a finalidade de defesa e a promoção dos interesses dos menores e incapazes.

Além disso, em ambos os casos (tanto para realizar a união judicialmente quanto para fazê-la extrajudicialmente), a presença de um advogado é obrigatória.

Quais são os documentos necessários para o procedimento?

Tanto para a dissolução de união estável judicial quanto para a dissolução da extrajudicial, os documentos exigidos são os mesmos. São eles:

  • documentos de identificação pessoal do casal, como RG, CPF e comprovante de endereço;
  • certidão de nascimento dos filhos menores de idade;
  • RG e CPF dos filhos maiores de idade (se houver);
  • descrição dos bens;
  • escritura de união estável, quando o casal tiver realizado a declaração em cartório;
  • documentação de veículos;
  • certidão de matrícula atualizada dos imóveis.

Como vimos, nos casos em que a parceria do casal chega ao fim, a dissolução de união estável deve ser realizada para garantir a segurança jurídica de ambas as partes.

Se você se interessou no tema, continue a visita ao nosso blog! E assim, descubra como registrar uma união estável em cartório!

Pedido Online de Certidões – Faça o seu AQUI!

 

Receba conteúdos como esse por e-mail!

Fique por dentro dos nossos conteúdos, promoções e novidades.


Por Luciano Batista de Lima

Acadêmico de Direito. Experiência:  13 anos de atuação em Cartório de Registro Civil em Santa Catarina, sendo que destes, 8 anos foram como Oficial Substituto.

Comentários

Conteúdos Relacionados

Reconhecer Firma: Saiba tudo sobre esse assunto!

Reconhecer Firma: Saiba tudo sobre esse assunto!

O ato de reconhecer firma é necessário em muitas situações. Descubra todas as informações importantes sobre esse recurso jurídico. Você já tentou alugar um imóvel oferecido por uma imobiliária? Se sim, sabe da lista de documentos que precisa apresentar, além de cópias...

ler mais
Qual sobrenome do Marido passa para a Esposa?

Qual sobrenome do Marido passa para a Esposa?

Você vai se casar e quer saber qual sobrenome do marido passa para a esposa? Então, vale ler este texto até o final para tirar suas dúvidas. O casamento civil e a união estável são vínculos que garantem alguns direitos e deveres ao casal. A formalização do matrimônio...

ler mais
Como colocar sobrenome no filho? Saiba como fazer!

Como colocar sobrenome no filho? Saiba como fazer!

Você sabia que existem regras de como colocar sobrenome no filho? Caso nunca tenha ouvido falar sobre o assunto, você vai gostar de conhecer os critérios dessa formalização civil. Os pais de primeira viagem têm muitas dúvidas em relação aos passos iniciais da criança....

ler mais